Cultura de Aprendizagem Educação Corporativa Futuro da Educação Futuro do Trabalho Gestão de Pessoas Recursos Humanos RH TECH

O Declínio do LMS na Educação Corporativa

Tempo de leitura: 6 minutos

Não leve uma plataforma LMS para a sua empresa antes dessa leitura! O sistema de aprendizagem digital mais usado nas últimas décadas não acompanhou as transformações que vivemos nos últimos anos e pode estar trazendo desvantagens para o desenvolvimento da sua empresa. 

Por Gabriela Cardoso

No final da década de 90, o LMS (Learning Management System) surgia como uma das primeiras grandes ferramentas de educação digital, esse sistema revolucionou a capacidade de entregar conteúdo de forma escalável, de gerenciar iniciativas de desenvolvimento e provavelmente ainda é o que você busca quando pensa em uma plataforma de Treinamento & Desenvolvimento.

O LMS traz grandes vantagens para desafios de aprendizagem que exigem flexibilidade, controle de acesso, métricas e certificações específicas. Mas, como sempre acontece no mundo tech, a velocidade de transformação do mercado exige uma alta capacidade de reinvenção, e o LMS não acompanhou o processo de digitalização acelerada da Educação que vivemos nos últimos anos.

O LMS não morreu, mas não é mais suficiente.

Embora ainda tenha alta representatividade na aprendizagem corporativa a nível global (85%), o LMS geralmente é utilizado para organizar e disponibilizar os conteúdos de forma padronizada, sistematizada e ainda oferece pouca autonomia ao usuário. Nesse modelo, existe  uma hierarquia entre quem fornece o material e quem assimila as informações disponíveis na ferramenta: o administrador direciona a um determinado grupo os conhecimentos necessários ao desenvolvimento da equipe pela perspectiva do gestor. Dessa forma, o colaborador assume uma posição passiva em relação a todo o processo, o que impacta diretamente o engajamento deste aluno. 

Por não ter foco na experiência do usuário, a forma de navegação também prejudica o engajamento em aprendizagem, em plataformas LMS os alunos precisam dar vários cliques para chegar até um conteúdo, tornando a interatividade pouco intuitiva e prática. Além disso, não existe uma metodologia de implementação específica do LMS, o que torna a eficiência desse sistema muito subjetiva, podendo desenvolver diferentes experiências em cada empresa. 

Não leve uma plataforma LMS para a sua empresa antes dessa leitura completa!

Se agora está fácil reconhecer diversas funcionalidades do LMS que se tornaram obsoletas nesse período pós massificação digital acelerada da aprendizagem, que estamos vivendo, a perspectiva futura é ainda mais alarmante. Uma pesquisa realizada pelo LinkedIn Learning, em 2019, indica que atualmente a força de trabalho no mundo é predominantemente ocupada pela geração Y e também mostra que a Geração Z chegará  entrando com o pé na porta daqui para frente. Na imagem abaixo, podemos ver que esses novos profissionais, que vão predominar o mercado em breve, preferem uma aprendizagem mais independente e autodirigida do que os programas de T&D tendem a oferecer. 

Fonte: LinkedIn Learning 2019

Enquanto isso, apenas 20% dos líderes de T&D e RH relataram que oferecem aos alunos esse nível de autodireção. O relatório também apontou que desenvolvedores de talentos acreditam que preencher as lacunas de habilidades é a melhor maneira de demonstrar o valor dos programas de aprendizagem. Então, o que todos nós queremos são soluções de aprendizagem que desenvolvam e engajem os alunos e ao mesmo tempo gerem resultados para o negócio.

Mas os líderes de Treinamento & Desenvolvimento estão se preparando para um mercado predominado pela Geração Z?

Estamos em uma nova era de aprendizagem corporativa. De que adianta ter uma plataforma LMS com boas funções administrativas se ela não tem conteúdos de qualidade e funcionalidades focados no aluno? As plataformas estão evoluindo para oferecer conteúdos mais atraentes e experiências mais completas e personalizadas, como as plataformas LXP, que segundo Josh Bersin, em artigo recente, estão em chamas no mercado. De acordo com a Instancy, o valor da indústria de LXP  tem um crescimento estimado em US $ 200 milhões ano a ano.

O que é LXP e qual a diferença para o LMS

A sigla LXP, traduzida do inglês, significa Plataforma de Experiência de Aprendizagem, como o nome já diz, o foco está na experiência. Tanto a LXP (Learning Experience Platform) quanto o LMS (Learning Management System) são considerados Ambientes Virtuais de Ensino, que hospedam conteúdos, oferecem flexibilidade e métricas. Porém é um grande equívoco afirmar que o LXP é apenas uma versão mais moderna do LMS, pois existem diferenças fundamentais.

Verticalidade x Horizontalidade 

Como vimos no início deste artigo, o sistema LMS tem um foco mais administrativo e direciona o aprendizado de maneira vertical (de líder para liderado), ou seja, aprendizagem e desenvolvimento controlam o que e quanto o usuário deve aprender.  Por outro lado, a LXP trabalha com a participação dos colaboradores em maior horizontalidade do conhecimento, os usuários escolhem o que desejam consumir, exploram seus interesses e potencialidades, testam conhecimentos, além de construírem a própria jornada de desenvolvimento.

Essa democracia é importante para as empresas que desejam incentivar a aprendizagem autodirigida e o desenvolvimento ágil e flexível. Dependendo do seu setor, essa migração deve ser prioridade em 2022.

Análise Quantitativa x Análise Qualitativa

As plataformas de treinamentos LMS não têm um sistema de metrificação universal e oferecem uma análise quantitativa de dados. Isso faz com que cada gestor tenha que estabelecer os próprios critérios de mensuração e recorrer a outras ferramentas para análises qualitativas.  Além de pouco prático, sabemos o quanto métricas bem estabelecidas e analisadas direcionam para um desenvolvimento mais acelerado e assertivo.

Já as plataformas LXP analisam uma enorme base de dados gerada pelas interações dos usuários, utilizando Learning Analytics e Inteligência Artificial para quantificação e qualificação dos dados obtidos.

Atualização Sistemática x Atualização Constante

O LMS oferece atualização mais lenta e gradual porque tudo é programado antecipadamente, de maneira definitiva para um longo período de tempo. Já a atualização de uma LXP é fator constante, permitindo que os colaboradores se conectem com soluções educativas para os desafios do mercado em tempo real, proporcionando um ambiente de ensino dinâmico em contraponto às interfaces estáticas do sistema LMS.

É teoricamente possível uma LXP ter o aprendizado estruturado e a lógica regulatória de um LMS, e um LMS ter a experiência do cliente e a personalização de um LXP. Mas, na prática, colocá-los em funcionamento requer muito mais esforço técnico e humano do que justifica o custo .

Você deve escolher entre LMS e LXP? 

A resposta é não. As plataformas LMS e LXP não são mutuamente exclusivas. É recomendável pesquisar seus objetivos organizacionais e necessidades de aprendizagem para determinar qual opção é mais adequada para a sua equipe de T&D, ou mesmo se uma combinação de LMS e LXP pode ser uma solução viável. 

Você ainda pode querer manter o  LMS por conformidade e outros treinamentos obrigatórios, mas já é hora de iniciar uma mudança e uma modernização para fornecer uma aprendizagem atraente no fluxo de trabalho e medir o verdadeiro impacto da cultura de aprendizagem autodirigida,  se quiser realmente ter resultados de longo prazo.

Embora as empresas precisem de ambos, a urgência é desigual. Nos EUA, 70% das corporações ainda utilizam LMS.  Em contrapartida, o mercado de LXP está crescendo 50% ao ano. Por uma boa razão. As transformações tecnológicas mostraram às empresas o quanto a aprendizagem contínua, autodirigida e personalizada será fundamental para a sobrevivência no futuro e por enquanto, uma plataforma focada na qualidade da experiência do usuário  é a única maneira de chegar lá.

Nem LMS, nem LXP: a Witseed é referência em inovação na experiência de Educação Corporativa Digital.

A Witseed é uma startup de Educação Corporativa que trouxe inovações premiadas e reconhecidas por grandes empresas do Brasil e do mundo, como Natura, Gerdau, Siemens, Fiat, Sulamérica, entre outras. 

A pandemia tornou ainda mais evidentes as disparidades entre as diferentes formas de aprender através da internet e nesse mesmo período a Witseed entrou para a lista  HolonIQ de 2021, que elege as Edtechs mais promissoras da América Latina, foi duas vezes Top 3 Edtech no ranking da 100 Open Startups, entre outros destaques importantes na mídia como Forbes, e jornal O Globo

O que difere a Witseed das demais empresas e plataformas de educação corporativa

Além de uma plataforma inteligente, temos produção e curadoria própria de conteúdo, o que ao mesmo tempo faz com que a empresa não se limite às siglas detalhadas no artigo. Nós não temos as mesmas funções de uma plataforma LMS e nem exatamente seguimos um padrão LXP, mas sim reunimos o que há de melhor e essencial em cada um.    

A nossa plataforma utiliza as mais avançadas tecnologias de Inteligência Artificial para personalizar e potencializar a experiência de aprendizagem e analytics para que gestores e alunos acompanhem todo o progresso. Os cursos on-line da Witseed têm uma combinação única no mercado, de conhecimento com entretenimento e qualidade de cinema

A Witseed é muito mais que uma plataforma de aprendizagem, com uma equipe especializada em experiência do cliente, ela atua junto da liderança conhecendo os desafios atuais da empresa e engajando os alunos a aproveitarem todas as oportunidades de crescimento através da aprendizagem autodirigida. 

Por que você não precisa ter uma LMS para usar a Witseed?

Porque a nossa solução já oferece um serviço digital, flexível, interativo, com trilhas de aprendizagem e cursos personalizados, métricas de engajamento, desempenho e certificações. Além disso, se a sua empresa já tiver um sistema LMS, a nossa plataforma inteligente também faz integração com os principais LMS do mercado, sem demora e custo.

Recentemente, a Witseed redesenhou toda  home, inspirada nas principais plataformas de streaming e entretenimento do mercado, com objetivo de facilitar a descoberta de novos conteúdos de maneira intuitiva e personalizada e atender às principais demandas dos usuários. Confira abaixo os principais diferenciais e o vídeo de lançamento com uma demosntração! 

  • Conselho de Educação 
  • Tecnologias de última geração
  • Qualidade de Cinema
  • Professores Experts do Mercado
  • App – mobile learning
  • Cursos personalizados
  • Curadoria personalizada para alunos
  • Relatórios quantitativos e qualitativos
  • Comunicação de Alto Impacto
  • Gameficação 
  • Microlearning
  • Integração com LMS sem implementações demoradas

Que tal solicitar uma demonstração ou agendar uma conversa para saber cada uma das nossas soluções pode transformar o seu RH?

Descubra uma nova experiência de educação corporativa

%d blogueiros gostam disto: