Gestão de Pessoas Inovação Recursos Humanos RH TECH

People Analytics: como tornar o RH mais estratégico

Tempo de leitura: 4 minutos

Graças ao mundo digital nossos perfis e comportamentos passaram a gerar correlações profundas e precisas sobre pessoas e negócios. O People Analytics é um procedimento que pode transformar a gestão do RH, cruzando informações e propósitos. 

Por Maria Clara Ramos

  • Como o People Analytics no RH pode impactar o negócio?

Dados, dados e mais dados. Esse assunto tão “de exatas” nunca foi tão humano. Não acredita? Ao analisar dados, gerentes e executivos tomam decisões mais acertadas sobre os seus funcionários, a organização fica mais propensa a aprimorar esforços em recrutamento, reduzindo custos e obtendo ganhos em termos de eficiência. Com isso, é possível acompanhar de perto e de forma imediata fatores como o engajamento, produtividade e a satisfação das pessoas na organização. Envolve análise, mas é sobre pessoas. 

Esse ano, o LinkedIn lançou um relatório (abaixo) apontando as principais tendências em Gestão de Pessoas, no qual 85% dos profissionais entrevistados acreditam no People Analytics como um tema muito importante para o futuro do RH. 

Fonte: LinkedIn Insights

Entretanto, mesmo contando com diversos esforços, o desenvolvimento de ferramentas que analisam o que seria uma experiência de trabalho positiva tem sido bastante lento. Um estudo recente da Deloitte mostrou que, embora a análise de pessoas tenha se tornado uma tendência, apenas 9% das empresas acreditam ter um bom entendimento de quais dimensões do talento impulsionam o desempenho em suas organizações.

Por isso, mais do que apenas conhecer: A sua empresa utiliza qualitativamente o People Analytics?

  • A promessa 

 “O foco do people analytics não é só custo, é transformar o engajamento dos funcionários, tornar os colaboradores pessoas mais produtivas, ter um pipeline de liderança bom e ter melhores líderes. É um ganha-ganha para os colaboradores e para a empresa.” 

No nosso curso de People Analytics, a nossa líder Elinee Ferreira, membro sênior de RH da IBM, apresentou alguns dados de empresas que já utilizam essa metodologia nas tomadas de decisão em relação às empresas que não, são eles:

  • 3X mais redução de custos e obtenção de eficiência de resultados
  • 2.5X mais mobilização de mão de obra 
  • U$13,01 de retorno sobre investimento

Apesar de ser um processo lento, o cenário parece melhorar. Em um estudo feito pela Harvard Business Review, 48% dos entrevistados acreditam que adotarão técnicas de Machine Learning (uma das principais ferramentas para trabalhar People Analytics) na previsão de dados para RH nos próximos anos. É por meio da união de novas técnicas e  de mudanças de perspectiva dos modelos tradicionais que teremos mais insights para o dia a dia impactando na produtividade dos colaboradores. 

  • Como desenvolver essa metodologia na sua empresa 

É importante entender que somente olhar para os dados não irá garantir respostas concretas, é preciso uma análise correta para transformar os dados em informações. Nossa líder, Elinee Ferreira, citou 6 passos importantes na implementação dessa metodologia para a sua empresa, são eles: 

  1. Escolher um problema para solucionar 
  2. Coletar dados com hipóteses diagnósticas (se perguntar “será que?”)
  3. Explorar e ajustar os dados para uma melhor análise
  4. Analisar
  5. Contar a história dos dados coletados
  6. Criar um plano de ação a partir das informações reunidas

Dados e orientações nos ajudam a entender o caminho, mas são as pessoas que implementam um novo sistema de sucesso. Para colocar em prática esse passo a passo e iniciar o People Analytics na sua empresa, é preciso ter uma equipe bem treinada na metodologia, um sistema que possibilite a análise de dados e, principalmente, uma comunicação saudável e envolvimento entre líderes e colaboradores. 

  • Case Google 

Se ainda resta dúvida sobre a qualidade de entrega do People Analytics como uma metodologia estratégica, esse case da empresa Google vai fechar com chave de ouro esse spoiler do conteúdo do nosso curso de People Analytics

Para uma maior assertividade na escolha de um processo seletivo, muitas empresas tendem a aumentar o número de entrevistas e tornar o processo mais longo. Esse era o caso da Google para cargos não técnicos: 12 entrevistas em um processo custoso, demorado e que trazia uma experiência desagradável tanto para o RH quanto para os talentos. 

Ao longo do tempo, foi percebido que depois da quarta entrevista os candidatos selecionados já eram escolhidos, e o processo seguia por uma questão de protocolos e precisão. Até a quarta reunião, o índice de assertividade era de 86% e na etapa final o aumento era de apenas 1%!

Existia um problema: 

Maior tempo do processo de recrutamento, o alto custo e a experiência negativa. 

Com os indicadores, puderam encontrar uma solução:

Provaram que 86% das pessoas que foram aprovadas até a quarta entrevista eram as escolhidas para entrar, encurtando o processo, diminuindo os custos, engajando os candidatos e promovendo alta produtividade entre os colaboradores.

  • Um olhar para o futuro

Dados, dados e mais dados… Muitas organizações ainda possuem grande dificuldade na transformação de indicadores em mudanças relevantes para colaboradores e clientes. Isso acontece porque muitas delas ainda estão sob um mindset conservador, que não valoriza a utilização de análise de dados para a tomada de decisão. 

Mas você que chegou até aqui já pôde entender que essa tendência global não pode ser deixada de fora das suas prioridades de gestão e estratégia. O People Analytics é o futuro! 

De acordo com uma publicação do portal Times of India, o segmento de RH Techs possui atualmente um valor de mercado de US$400 bilhões. Especificamente na categoria de HR Analytics, espera-se um crescimento anual de 13,6% nos próximos 5 anos e um mercado que deve chegar a um valor de US$3,9 bilhões em 2025! (Global HR Analytics Market)

Fonte: Liga Insights 

O nosso curso de People Analytics apresenta desafios, tendências, cases e soluções para a implementação dessa metodologia na sua empresa!

  • O que você vai aprender no nosso curso 

1) Como transformar dados em insights
2) Formas de levantamento de dados qualitativos
3) Uso de indicadores de gestão de pessoas para tomar decisões
4) Estágios de maturidade em People Analytics
5) Estrutura para viabilizar o People Analytics
6) Principais desafios 

A sua empresa está pronta para aprender como implementar a metodologia que vai tornar o RH mais estratégico e assertivo? Então dá uma olhada no spoiler do nosso curso de People Analytics! 

WITSEED – SIMPLES DE USAR. INCRÍVEL PARA APRENDER. POTENTE COMO A TECNOLOGIA DEVE SER.

Acesse nosso site e saiba mais!

6ds Aprendizagem comunicação conflito Destaque destaques educação corporativa empreendedorismo ESG feedback futuro Futuro do trabalho gestaodepessoas inovação liderança Lifelong Learning segurança psicológica Sustentabilidade tecnologia Upskilling UxDesign witseed

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: